31 outubro, 2017

Porta-Velas "Bruxa e o seu Caldeirão"


Bruxa
As bruxas são normalmente representadas por mulheres que praticam a bruxaria, uma tradição muito antiga exercida desde o Antigo Egito e por várias religiões do mundo.
Popularmente, as bruxas são representadas como mulheres feias, velhas, com nariz e queixo salientes, e que se trajam sempre de negro. São também comumente associadas a mulheres dotadas de poderes sobrenaturais usados para o mal.
O imaginário sobre as bruxas carrega uma série de elementos simbólicos associados a suas representações, como a vassoura, o chapéu pontiagudo, gatos pretos, sapos, caldeirões, varinha mágica, entre outros.
Elas participam do imaginário popular, principalmente do ocidente, como figuras dos submundos, que se conectam com os maus espíritos e fazem poções poderosas, simbolizando assim, o poder do mal, a força, a magia.
Por outro lado, importante notar que antes da Idade Média, momento no qual foram perseguidas e queimadas na fogueira, durante os séculos XV e XVII consideradas hereges e associadas ao diabo, pela Igreja Cristã, as bruxas representavam a sabedoria e o conhecimento, sendo portanto, anteriormente as pessoas iluminadas e conectadas com a natureza.

Caldeirão
O caldeirão é um objeto muito simbólico nos rituais de bruxaria, visto que nele são misturados os elementos necessários para a propagação do feitiço. Símbolo central e agregador, representa o cosmos, a união dos quatro elementos da natureza (fogo, terra, ar, água) e, ademais, sua forma oval e profunda, pressupõe um útero, local donde surge a vida, simbolizando, dessa maneira, a fertilidade e o renascimento.

Créditos: Dicionário de Símbolos

Sem comentários:

Enviar um comentário